Home / Os Jardins do Amor / Os Jardins do Amor – 14ª Parte

Os Jardins do Amor – 14ª Parte

A Chave do Barakah

Certa vez, no tempo do Profeta (sallalláhu alaihi wassallam), um grupo de pessoas da tribo de Banú Al-Ash’ar emigrou de Yemen para Madinah. Eles traziam comida para alguns dias. Ao chegar em  Madinah, a comida terminou. Eles decidiram enviar um membro da tribo para pedir ao Profeta (sallalláhu alaihi wassallam) que providenciasse algum alimento. 

Quando o homem chegou à porta da casa do Profeta (sallalláhu alaihi wassallam), escutou-o recitando o seguinte verso de Qur’án:

وَمَا مِن دَابَّةٍ فِي الْأَرْضِ إِلَّا عَلَى اللَّهِ رِزْقُهَا وَيَعْلَمُ مُسْتَقَرَّهَا وَمُسْتَوْدَعَهَا ۚ كُلٌّ فِي كِتَابٍ مُّبِينٍ ‎﴿٦﴾‏

Não existe criatura sobre a terra cujo sustento não dependa de Allah; Ele conhece a sua estância temporária e permanente. Tudo está registado num livro esclarecedor. (Súrah Húd v.6)

Ao escutar este áyat e percebendo o seu significado, o homem pensou que não havia necessidade de apresentar o seu pedido diante do Profeta (sallalláhu alaihi wassallam), pois Allah Ta’ála assumiu a responsabilidade de sustentar todas as criaturas. Ele pensou:”Nós não somos inferiores aos animais perante Allah Ta’ála. Certamente, Allah Ta’ála irá providenciar sustento para nós.”

Com este pensamento em mente, ele regressou para onde estava o seu povo sem falar com o Profeta (sallalláhu alaihi wassallam).

No regresso, ele disse às pessoas da sua tribo: “Ó meus irmãos! Alegrem-se, a ajuda de Allah Ta’ála está a chegar.” Os companheiros perceberam que o Profeta (sallalláhu alaihi wassallam) providenciaria algo para eles comerem.

Algum tempo depois, eles viram dois homens a chegar carregando uma bandeja grande de carne e pão. Os dois homens deixaram a comida e partiram. Todos os membros daquela tribo comeram até se sacear. Como ainda restara alguma comida, eles acharam melhor devolvê-la ao Profeta (sallalláhu alaihi wassallam) e enviaram dois elementos com a comida.

Mais tarde,  quando estavam na presença do Profeta (sallalláhu alaihi wassallam), eles agradeceram-lhe por ter enviado a comida e disseram que a comida estava muito deliciosa. O Profeta (sallalláhu alaihi wassallam) ficou bastante surpreso e disse: “Eu não mandei comida nenhuma.”

Eles explicaram que haviam enviado alguém, e a tal pessoa regressou dizendo que a ajuda de Allah estaria a chegar brevemente.

O Profeta (sallalláhu alaihi wassallam) mandou chamar o sahábi que fora enviado e perguntou-lhe a razão de não ter apresentado o pedido, e ele explicou tudo o que aconteceu. O Profeta (sallalláhu alaihi wassallam) o ouviu e disse: A comida foi enviada por Allah Ta’ála, Aquele que assumiu a responsabilidade de providenciar o sustento para todas as criaturas.” (Tafssír Qurtubi 11/73)

A distribuição do sustento está nas mãos de Allah Ta’ála, e não depende da qualificação, força ou inteligência de alguém. 

Um poeta disse:

Alguns adquirem amplo sustento apesar de não ser inteligente.

Outros ficam na miséria, mesmo sendo inteligente.

Se a distribuição do sustento dependesse da inteligência,

Todos os animais morreriam devido a ignorância.

O Profeta (sallalláhu alaihi wassallam) disse: “Ó pessoas! Temam a Allah e façam um esforço moderado na procura do sustento halál. Se houver algum atraso no sustento de alguém, ele não deve procurá-lo através da desobediência de Allah Ta’ála, porque a graça de Allah Ta’ála não pode ser adquirida cometendo pecados. (Mustadrak Hákim #2136)

 

Ter confiança em Allah Ta’ála, utilizando os meis permissíveis de ganhar a vida, é a chave do sucesso na vida mundana e é o meio de adquirir barakah no sustento.

 

Pedimos a Allah Ta’ála que nos conceda o verdadeiro tawaakul e nos conceda barakah nas nossas vidas. Amín

About admin

Check Also

Os Jardins do Amor – 28ª Parte

Ensinar a Criança sobre a Existência e o Poder de Allah Ta’ála A educação da …