Home / Artigos em Geral / Os Jardins do Amor – 25ª Parte

Os Jardins do Amor – 25ª Parte

Hazrat Umar (radhiyalláhu an’hu) e a Sua Família Preenchendo as Necessidades das Criaturas

O preenchimento das necessidades das criaturas é uma acção de grande virtude e que atrai a misericórdia de Allah Ta’ála. Durante as suas vidas, os Ambiyá (alaihimus salám) sempre recomendaram a ser bondoso com as criaturas e a preencher as necessidades das mesmas.

Quando Raçulullah (sallalláhu alaihi wassallam) recebeu a profecia, ficou preocupado se seria capaz de cumprir com esta grande responsabilidade. Naquela ocasião, Hazrat Khadíjah (radhiyalláhu an’ha) o consolou com palavras que demonstram claramente a prontidão de Raçulullah (sallalláhu alaihi wassallam) em ajudar as criaturas mesmo antes da profecia. Eis as palavras proferidas por ela: “Tu manténs bons laços com os familiares, sempre falas a verdade e carregas a carga daqueles que estão em dificuldade. Tu trabalhas para poder prover para os desfavorecidos, és hospitaleiro com os convidados e estás sempre disposto para ajudar aqueles que foram afligidos por desastres naturais e calamidades. (Sahíh Bukhári #4953)

Os Sahábah (radhiyalláhu an’hum) por terem estado na companhia de Raçulullah (sallalláhu alaihi wassallam), também assimilaram esta qualidade de zelar pelas necessidades das criaturas.

É relatado que certa vez, enquanto Hazrat Umar (radhiyalláhu an’hu) patrulhava as ruas e subúrbios da cidade de Madinah Munawwarah, notou uma tenda feita de pêlos. Ao aproximar-se viu um homem sentado fora da tenda, enquanto alguém gemia dentro da tenda. Hazrat Umar (radhiyalláhu an’hu) saudou o homem e perguntou quem ele era. O homem respondeu que vinha do deserto para pedir alguma ajuda a Amírul Mu’minín. De seguida, Hazrat Umar (radhiyalláhu an’hu) perguntou quem é que estava a gemer dentro da tenda. O bedoíno respondeu que era a esposa com dores de parto e que não havia ninguém para lhe auxiliar. Ouvindo isso, Hazrat Umar (radhiyalláhu an’hu) dirigiu-se rapidamente para a sua casa. Ao chegar a casa, ele contou o sucedido à sua esposa, Hazrat Umme Kulssúm (radhiyalláhu an’há), dizendo: “Allah deu-nos uma oportunidade de adquirir enormes recompensas.”

A esposa perguntou: “De que é que se trata?”

Hazrat Umar (radhiyalláhu an’hu): “Naquele lugar, encontra-se um homem vindo do deserto com a esposa à beira do parto e sem ninguém para a auxiliar.”

A esposa: “Estou pronta para a ajudar, se estais de acordo.”

Hazrat Umar (radhiyalláhu an’hu): “Faz os preparativos rapidamente. Leva também uma panela, alguma margarina e outras provisões necessárias para o parto.”

Hazrat Umme Kulssúm (radhiyalláhu an’há) fez aquilo que lhe foi dito e depois partiram para o local onde estava a tenda. Hazrat Umar (radhiyalláhu an’hu) foi na frente carregando a panela. Ela entrou na tenda, enquanto Hazrat Umar (radhiyalláhu an’hu) acendia a fogueira e ia preparando a comida.

Depois de uns momentos, Harzat Umme Kulssúm (radhiyalláhu an’há) disse de dentro da tenda: “Amírul Mu’minín, congratulai o vosso amigo da nascença de um filho.”

O homem ficou totalmente embaraçado ao ouvir as palavras “Amírul Mu’minín” ficando a conhecer a posição do homem que o esteve a servir, e começou a afastar-se de medo. Mas Hazrat Umar (radhiyalláhu an’hu) deitou abaixo todos os receios do homem, dizendo: “Está tudo bem, não há nada com que se preocupar.”

Depois, ele colocou a panela perto da tenda, pedindo à esposa para servir à parturiente. Ela a serviu e devolveu a panela. Aí, Hazrat Umar (radhiylláhu an’hu) disse ao beduíno para que se servisse pois tinha estado toda a noite acordado.

Após esse trabalho, Hazrat Umar (radhiyalláhu an’hu) voltou para casa na companhia da sua esposa, dizendo ao homem: “Venha ter comigo amanhã, vou ver o que posso fazer por ti.”

Quando o homem apareceu no dia seguinte, Hazrat Umar (radhiyalláhu an’hu) deu-lhe muitos presentes. (Tabssirah libnil Jawzí pág. 427 vol 1 e Bidáyah wan Niháyah pág. 286 vol.7)

Que Allah nos conceda esta qualidade de zelar e esforçar-se no preenchimento das necessidades das criaturas. Amín

About admin2

Check Also

Método de pagar o Sadaqatul Fitr dos anos anteriores

Pergunta: Se uma pessoa não pagou o seu Sadaqatul Fitr por muitos anos, o que …