Home / Os Jardins do Amor / Os Jardins do Amor – 18ª Parte

Os Jardins do Amor – 18ª Parte

A Corda da Salvação

A pessoa que está a afogar-se e a lutar para sobreviver, faz de tudo para se salvar. Se nesta condição, conseguisse segurar uma corda para sair da água, ele seguraria, e olharia para a corda como sua salvação.

Neste mundo, todo o crente enfrenta ondas de fitnahs que ameaçam afogá-lo nos pecados e ameaçam destruir o seu Dín. A corda que lhe pode salvar é a ligação com Allah Ta’ála.  No primeiro khutbah após a emigração à Madína Munawwarah, Raçulullah (sallalláhu alaihi wassallam) disse: “Aquele que melhorar a sua ligação com Allah Ta’ála, Ele irá melhorar o seu relacionamento para com as pessoas.” (Al Bidáyah 4/528)

Quando a pessoa ilumina a sua vida com o amor de Allah Ta’ála, Ele o abençoa com a bênção divina. Através disso, as pessoas a sua volta começam a gostar dele.

Para melhorar a ligação com Allah Ta’ála é necessário que haja três aspectos. O primeiro é a pontualidade no que diz respeito aos Salátes obrigatórios, o segundo é a abstinência dos pecados e o terceiro é a bondade para com as criaturas, especialmente com os familiares.

A Pontualidade na Observância do Salát

O Salát foi descrito nos Hadíces como sendo o pilar principal do Dín. Não é possível melhorar a ligação com Allah Ta’ála, sem ser pontual na observância do Salát. Raçulullah (sallalláhu alaihi wassallam) desejava que todos os homens do Ummat efectuassem os Salátes obrigatórios no Masjid com Jamát.

Raçulullah (sallalláhu alaihi wassallam) dava tanta importância ao Salát em jamát que mesmo quando estava muito doente ao ponto de não conseguir andar, foi ao masjid com a ajuda de duas pessoas. Raçulullah (sallalláhu alaihi wassallam) disse: “Se não fosse pelas mulheres e crianças, eu iniciaria o Salát de Ishá e ordenaria um grupo de jovens para queimar as casas daqueles que efectuam os Salátes obrigatórios nas suas casas sem nenhuma desculpa válida.” (Mussnad Ahmad #8796 e Musslim #651)

Consta num outro Hadíce relatado por Hazrat Abdullah bin Mass’úd (radhiyalláhu an’hu) que aquele que deseja encontrar com Allah Ta’ála no dia de Quiyámat como um muçulmano deve efectuar os cinco Salátes diários no Masjid. (Nassái #849)

A Abstinência dos Pecados

O segundo aspecto necessário para melhorar a  relação com Allah Ta’ála é a abstinência dos pecados. O Muhaddice Allámah Yussuf Binnori (rahimahulláh) disse: “Embora, os fitnahs (tentações) manifestam-se de formas diferentes de tempo em tempo, existem porém, dois tipos de fitnahs: fitnahs do Amal (Acções) e fitnahs do Ilm (conhecimento). Fitnahs do Amal significa o envolvimento em pecados como ziná, consumo de álcool e drogas, juros, suborno, imodéstia, música, dança, etc. Quanto mais envolvido a pessoa fica nesses pecados, mais fraco se torna no que diz respeito a prática de boas acções como Salát, jejum, Zakát, Hajj, etc.

O Fitnah do Ilm acontece quando o Dín é adquirido de fontes não credíveis (ex.: Televisão, Youtube, Facebook, etc.) Essas fontes, que na verdade estão todas corrompidas, influenciam a mente da pessoa, fazendo com que tenha uma percepção errada do Dín. Como resultado, a pessoa pratica acções de acordo com a percepção incorrecta que adquiriu dessas fontes. (Daur e házir ke fitna, pág. 21/22)

A Bondade para com as Criaturas

O terceiro aspecto necessário para melhorar a  relação com Allah Ta’ála é a bondade para com os servos de Allah Ta’ála preenchendo os seus direitos. A bondade é muito eficaz em atrair a misericórdia de Allah Ta’ála. Ao passo que, é impossível adquirir o amor de Allah Ta’ála maltratando a alguém.

Moulana Ilyás (rahimahulláh) disse que no dia de Qiyámah haverá duas acções de maior valor perante Allah Ta’ála, e que devido às mesmas muitas pessoas serão perdoadas. A primeira acção é respeitar tudo que esteja relacionado com o Dín, como o Qur’án Majíd, o Azán, o Masjid, o Muazzin, os Ulamá, etc. A segunda acção é ser bondoso para com as criaturas.

Entre as criaturas da Allah Ta’ála, os que possuem maior direito sobre a pessoa são os familiares. Se os tratarmos com gentileza, teremos muito barakah nas nossas vidas. Raçulullah (sallalláhu alaihi wassallam) disse: “Aquele que deseja aumento no seu sustento e que a sua vida seja prolongada, deve manter laços de familiaridade.” (Bukhári #5968)

Para concluir, se desejamos adquirir a misericórdia especial de Allah Ta’ála, devemos efectuar os Salátes no Masjid com Jamát, evitar a prática de pecados e ser bondoso para com as criaturas.

About admin2

Check Also

Os Jardins do Amor – 28ª Parte

Ensinar a Criança sobre a Existência e o Poder de Allah Ta’ála A educação da …