Home / Artigos em Geral / Amor pelos Sahábah (radhiyallahu an’hum)

Amor pelos Sahábah (radhiyallahu an’hum)

Ja’far As-Sá-igh (Rahimahullah) relata o seguinte: “Entre os vizinhos de Imám Ahmad bin Hambal (Rahimahullah) havia um homem que envolveu-se em vários pecados, maldades e actos vergonhosos. Um dia, este homem veio para o ajuntamento de Imám Ahmad bin Hambal (Rahimahullah) e cumprimentou-o com salám. No entanto, embora Imám Ahmad (Rahimahullah) respondeu ao seu salám, ele não lhe deu atenção e nem o recebeu com afeto. Pelo contrário, ele parecia desconfortável com a presença deste homem (uma vez que este homem era bem conhecido pelos seus maus hábitos).

O homem imediatamente apercebeu-se do desconforto de Imám Ahmad (Rahimahullah) e então disse: “Ó Abu Abdillah (Rahimahullah)! Por que é que te sentes desconfortável com a minha presença? Através de um sonho que tive, Eu mudei completamente e não sou mais a pessoa que você conhecia.” Imám Ahmad (Rahimahullah) perguntou: “Que sonho tu viste?”

O homem respondeu: “Eu vi Raçulullah (Sallallahu Alaihi Wassallam) no meu sonho. Parecia que ele estava num lugar elevado enquanto muitas pessoas estavam sentadas abaixo dele. Um por um, as pessoas se levantavam e pediam a Raçulullah (Sallallahu Alaihi Wassallam) para fazer duá para eles. A medida que eles se levantavam e faziam os seus pedidos, Raçulullah (Sallallahu Alaihi Wassallam) fazia duá para eles, até que apenas Eu permaneci. Eu também desejei levantar-me e pedir a Raçulullah (Sallallahu Alaihi Wassallam) para fazer duá para mim, mas senti-me envergonhado de fazer o mesmo devido as minhas más acções. Raçulullah (Sallallahu Alaihi Wassallam) então se dirigiu a mim e perguntou: “Ó fulano! Por que você não se levanta e pede-me para fazer duá para ti?” Eu respondi: “Ó Raçul de Allah (Sallallahu Alaihi Wassallam)! É minha vergonha e constrangimento pelas minhas más acções que me impedem de fazê-lo.” Raçulullah (Sallallahu Alaihi Wassallam) respondeu: “Se é a vergonha e o constrangimento que te impede, então levanta-te e peça o teu duá. Mesmo assim, Eu farei duá para ti, pois tu não fálas mal dos meus Sahábah (Radhiyallahu Anhum).” Eu levantei-me e Raçulullah (Sallallahu Alaihi Wassallam) fez duá para mim. Quando acordei, notei que Allah Ta’ala havia incutido dentro de mim o ódio e aversão pelos pecados que Eu estava envolvido.”

Quando Imám Ahmad (Rahimahullah) ouviu este incidente, ele se dirigiu a nós dizendo: “Ó Ja’far! Ó fulano! Contem as pessoas este incidente e não se esqueçam, pois é benéfico e inspirador.” (Kitábut Tawwábín – Ibnu Qudámah pág. 275)

About admin2

Check Also

Resposta ao chamamento de Raçulullah (sallallahu alaihi wassallam) após a Batalha de Uhud

Certa vez, Hazrat Áishah (radhiyallahu an’ha) falou com o seu sobrinho Urwah (rahimahullah) e disse: …